Sequencia Animalesca de Bicudas E Giratórias

by D.F.C.

/
1.
01:32
2.
3.
4.
5.
6.
7.
8.
9.
10.
11.
12.
00:51
13.
01:05
14.
15.
16.
17.
18.
19.
20.
21.
22.

credits

released August 1, 2014

Esse LP foi gravado e mixado no RockLab Studio em Goiânia-GO por Gustavo Vasquez em Setembro/2011 e masterizado por Alan Douches no West Side Music (WWSM) em New Windsor, NY.

Esse CD foi gravado, mixado e masterizado por Marcos Paulo Pagani no Orbis Estúdio em Brasília-DF em Agosto/2013 e Janeiro/2014.

Desenho da capa por Zander Rocha e arte final por Tiago Palma.
Demais desenhos horríveis por Tulio DFC. Voz da introdução por Lou Garcia (Los Angeles, CA).

Todas as músicas e letras são de autoria da banda DxFxCx.

DxFxCx é:
Tulio - Insultos
Miguel - Guitarra
Léo - Baixo
Fabricio - Bateria

tags

license

all rights reserved

about

Läjä Rex Vila Velha, Brazil

contact / help

Contact Läjä Rex

Track Name: Venom
Se me tirarem tudo que eu tenho
Ou me quebrarem com muita porrada
Eu me levanto e começo de novo
Mais puto, mais forte luto até a morte
Sou assim, assim que eu sou (3x)
Eu trago o veneno do hardcore
Correndo solto nas minhas veias
Eu trago o veneno do hardcore
Fervendo solto nas minhas veias
Track Name: Não São Casos Isolados
O assalto na esquina
O político ladrão
O marido espanca a mãe
Apreensão de cocaína
Na igreja exploração
Na estrada acidente
Mentira na televisão
O governo conivente - não!

Não são casos isolados!

O estupro da menina
Compra voto na eleição
Morte em fila de hospital
A polícia é propina
O empregado humilhado
O mendigo suicida
O fiscal vai extorquindo
O outra bomba explodindo - não!

Não são casos isolados!
Track Name: Conversa Pra Boy Dormir
Esse seriado é uma maravilha
Tudo é bonito com essa família
Um conto de fadas onde tudo é legal
Bem diferente do meu mundo real
Minha vida é chata e cheia de ódio
Por isso eu não perco nenhum episódio
Só loiros canastrões de nariz arrebitado
E eu aqui babando igual a um retardado
Porque o meu cabelo é duro
Estou desempregado e não tenho futuro
E o meu nariz é torto
E eu não tenho nem onde cair morto
O meu cabelo é duro
O meu nariz é torto
Track Name: Boletim de Ocorrência
O fiscal da natureza foi todo guizado
Depois de espancar sua Catirina
Levou terçadadas de uns galerosos
Que estavam a serviço de Satangôs
Calibradíssimo com a pura essência da cachaça
Sequência animalesca de bicudas e giratórias
Mas a galera do bodozal
Já começou a vingança shaolin
Corote, melado e terçados amolados
Garantem os leitos do João Lúcio lotados
Track Name: A Bosta Humana
Eu durmo em qualquer banco imundo da praça
O dia inteiro eu encho o cu de cachaça
Eu vivo fedido e todo rasgado
Só como lixo podre e estragado
O meu cabelo é imundo de dreadlock
Mas eu não curto nada de reggae nem rock
Eu tô pouco me fudendo
Não vale nada e quem encher o saco eu desço a porrada
Eu sou um escremento nas ruas da cidade, eu fui defecado pela sociedade
Você e seus amigos me acham muito escroto
Tenho menos direitos que os bichos do esgoto
Morrerei como indigente
Sem flores e nem terno
Mas pode ter certeza
Te encontro no inferno
Eu sou a bosta humana
No chão da cidade
Eu estou grudado
No pé da cidade
Track Name: Puta Que Pariu
Eu cheguei em casa cansado pra caralho
Mais um dia escroto na merda do trabalho
Olho na geladeira, só tem uma SuperBonder e na televisão só novela e Big Brother
Não sei se eu vou dormir, não sei se eu vou cagar
Chegou mais uma conta
Não consigo nem pensar
Eu não suporto mais essa vida sem sentido
Talvez se eu for ao médico eu ganhe um comprimido
Quero desaparecer, quero desaparecer
Eu vou sumir do mapa e mandar tudo se fuder (2x)
Ei! Você! Vai pra puta que pariu!
Track Name: O Pão Que O Diabo Vomitou
Excelentíssimo político ladrão - atenção!
Eu venho chamar a sua atenção - ladrão!
E solenemente eu venho convidar
A sua excelência para almoçar.
Ladrão! (2x)
Você vai gostar do menu requintado
Com molho de sangue e dente quebrado
Sinta o gosto da minha botina
Suja de bosta do chão lá da esquina
Prove o sabor de uma mão fechada
É por conta da casa, não paga nada
Um chute no estômago você vai conseguir
Pra te ajudar a digerir
Seu dia de comer chegou
O pão que o diabo vomitou! (4x)
Track Name: Nasce Um Monstro
Um dia ele acordou com vontade de matar
E deixou simplesmente de ser um bom cidadão
O desejo de morte invadiu a sua mente
Só queria sangue e sofrimento sem perdão
Tentou ser terrorista ou então torturador
Talvez serial killer ou então estuprador
Pra ser sanguinário de modo nunca pensado
Se candidatou na eleição pra deputado
Hoje depois de eleito ele está realizado
Pois mata crianças e explora o povo escravisado
Tortura as velhinhas, bebe o sangue das coitadas
Come carne de cadáveres em receitas refinadas
Track Name: Dirty Sanchez
Tributos, impostos e taxas abusivas
Direitos faraônicos para os ratos do congresso
Roubam, exploram e humilham sua face
Empurram a sujeira garganta abaixo
Esse governo come o seu cu
E esfrega o pau sujo na sua cara
Track Name: A Sete Palmos do Chão
Você vai se foder
Quando se tocar
Que toda essa merda
Não leva a nenhum lugar
Você é um idiota
E de tanto procurar
Um dia a sua cova
Você vai encontrar
A sete palmos do chão! (2x)
Sua cova foi cavada
Ao longo de muitos anos
Toda sua idiotice
E trairagem sem limites
Sempre cuspiu para o alto
Durante toda a sua vida
Agora deitado na vala
Leva pá de terra na cara
A sete palmos do chão! (2x)
Track Name: Dia de Fúria Candango
Dia de fúria - dia de destruição!
Dia de cão - justiça com as próprias mãos!
Cheio de fúria, tomado pela indignação
Da vida de cão, cansado da humilhação
Ódio e revolta de ser explorado
Por ratos malditos engravatados
No poder - no poder!
Rindo do povo nadando em dinheiro
Vão sentir a fúria do justiceiro
E morrer - e morrer!
Dia de fúria - dia de destruição!
Dia de cão - dia de fúria candango!
Corroído pelo ódio ou possuído pelo cão
Matar esses covardes é a única solução
Pro poder - pro poder!
Um banho de sangue nos gabinetes
Os ratos tentando se esconder
Pra morrer - pra morrer!
Track Name: O Alienista
Se a culpa é do governo
Ou se a culpa é do sistema
Para mim isso pouco importa
Pois eu vejo só problema
Se a culpa é da polícia
Ou se é da televisão
Já tirei meu corpo fora
Nada a ver comigo não
Vocês são uns arrombados
Pra mim são todos culpados
Acho então que a culpa é sua
E me fodo por não ter
Se todo mundo é culpado
Eu ponho a culpa em quem eu quiser
Eu já sei a culpa é sua
E não tem o que fazer
Se todo mundo é culpado
Eu ponho a culpa em quem eu quiser
Porque
Vocês são uns arrombados
Pra mim são todos culpados
Vocês são tudo arrombado (2x)
Track Name: Ignorante
Se seu governante é um ignorante
É porque foi eleito representante
De milhares de outros ignorantes
Que ignoraram a sua única chance
De banir de vez esses porcos farsantes - seu ignorante!
A ignominía vai continuar
Enquanto o povo brincar de votar
Nesse país onde só tem esperto
Enganar otários é o que mais dá certo - seu ignorante!
Ignorante (4x)
Track Name: Pesadelo Anal
Enquanto você veste o seu pijama
E se prepara para deitar
Eles acordados não descansam
E nunca param de explorar
Enquanto você sonha com um país melhor, eles mudam tudo para pior
São um eterno pesadelo
E metem a mão no seu dinheiro
Os políticos de norte a sul
Enfiam o braço no seu cu
Dia de votar e pedir a Deus
Para tudo melhorar
Eleitos pelo povo em cada cidade, todo o seu medo virou realidade
Eles sempre dizem
Que muito já foi feito
Mas fica tudo sempre
Do mesmo jeito.
Track Name: Porrada de Rua
A confusão começou lá na esquina
Então corre pra ver a carnificina
É soco na cara e chute no rim
Eu tô torcendo pra sobrar pra mim
E não adianta ficar na sua
Porrada de rua!
Dá cabeçada pra quebrar os dentes
Faz a alegria de todos os presentes
Se não tiver uma costela quebrada
Não teve nem graça essa porrada
E não adianta ficar na sua
Porrada de rua!
Track Name: Almoçando Abutres
Seu instinto de sobrevivência
Deve estar apurado para poder lutar
Os predadores estão tramando
Uma cilada fatal, querem te aniquilar

Almoce os abutres que querem te jantar

Não se engane com as aparências
Uma pisada em falso pode te condenar
Punhos cerrados e olhos abertos
Não dá pra saber melhor não arriscar

Almoce os abutres que querem te jantar (2x)
Track Name: Sunday Bloody Morning
A família feliz vai passear no domingão
Mas papai bebeu demais e está na direção
Avança o sinal e atropela a bicicleta
Deixa um rastro de sangue
Pintado em linha reta

Tomar 51 foi uma péssima idéia
O carro parou num muro esmagando uma velha
A cabeça explodiu
Miolo pra todo lado,
No enterro com certeza vai ser caixão fechado

A filha disse adeus a sua curta vida
Num cenário todo feito de carne moída
As tripas espalhadas de DNA. Elizabete
Fazem muito sucesso em um site na internet
O corpo esquartejado e cheio de marcas
É a capa perfeita dum disco do Cascass
Track Name: Caos Na Capital
O sol nem raiou e o ódio no ar,
Justiça ou vingança
Não dá para explicar
A indignação move a multidão para dar um basta na exploração

Fogo no congresso
Enforcando senadores
Deputados rastejando
Implorando pela vida
É o caos!
Caos na capital! (2x)

De todos os lados
Vão aparecer
E os tiros não podem mais os conter
Fora de controle e sem negociação
É só o desejo de destruição!
Track Name: Cidade de Merda
Depressão, caos, lixo no chão
Violência urbana
Sub-emprego sem educação
Miséria total
Qualidade de vida é morar num condomínio, prisão particular
Chamam de progresso o mendigo de celular, não dá para acreditar

Essa merda de cidade
Nesse país de filhos da puta
Esse mundo é uma merda
Que sai do nosso cu
Nós que estamos cagando (2x)
Track Name: Filho da Puta
Seu pastor é rico e você é pobre
Ele está rindo e você chorando
Te obriga a entregar todo seu dinheiro na esperança de ser salvo do seu sofrimento
Mas quando aparecem na televisão
Os pastores algemados em um camburão
Toda a roubalheira foi desmascarada
Mas você insiste com sua devoção
Filho da puta!
Sua covardia não te permite encarar a realidade e os seus problemas
Eles se alimentam de dinheiro e temor
Você é a ovelha cega no rebanho sofredor
Eu já te mandei se fuder no inferno
Mas você ignora e se acha esperto
Você prefere ser manipulado e entregar o seu dinheiro e suas esperanças nas mãos de pilantras gananciosos que te chamam de irmão e querem seu perdão
Filho da puta!
Track Name: Skate Inferno
Skate!
Skate inferno!
(repete até enjoar)