Caverão

by Ataque Periférico

/
1.
2.
00:44
3.
4.
5.
6.
7.
00:33
8.
9.
10.
11.
00:34
12.
13.
14.
00:37
15.
00:40
16.
00:38
17.
18.
00:30
19.
00:45
20.

credits

released January 1, 2006

CONTATOS
www.ataqueperiferico.com
www.myspace.com/ataqueperiferico
www.fotolog.net/ataqueperiferico
ataqueperiferico@ataqueperiferico.com

RAFAEL PARRA
rua professor carvalho e melo, nº 274 - magalhães bastos
rio de janeiro - RJ - brasil - CEP 21735-110

gravado, mixado e masterizado por
PERAZZO no STUDIO HANÓI
nos meses de ABRIL e MAIO de 2006

participações
RODRIGO, BIBO e ANDERSON fazendo coro em "OS TIRAS", "ZÉ POVINHO" e "POR ENQUANTO OMISSO"
BIBO, e ANDERSON em "BATER NO PEITO"

todas as músicas por ATAQUE PERIFÉRICO
exceto **"ACORDO DE MALANDRO"
música original por BEZERRA DA SILVA
letra de G. MARTINS e J. ROSA FILHO

concepção e projeto gráfico por RODRIGO "DJAMES" MÊDA e IRAAADO!!! DESIGN

agradecemos o
DJAMES (ANT-DISCOS), MOZINE (LAJA RECORDS) e MAX (625THRASHCORE) pelo apoio, ao KLOTZ por ter tocado conosco durante mais de 3 anos da sua vida e ter contribuído em parte na composição desse disco, a FAMÍLIA DO THIAGO por nos aturar nos domingos de manhã, as NOSSAS FAMÍLIAS, nosso(a)s AMIGO(A)S do peito e as nossa NAMORADAS! e agradecemos aos amigos das BANDAS AMIGAS! (todos vocês sabem quem são)

ensaiamos nos estúdios 276 em CAMPO GRANDE e no KAOME do TIO ALBERICO no MÉIER
tatuados pelo FÁBIO FAROFINO

ATAQUE PERIFÉRICO
VALCIMAR: voz
RAFAEL: guitarra
VICTOR: baixo
RICARDO: bateria

tags

license

all rights reserved

about

Läjä Rex Vila Velha, Brazil

contact / help

Contact Läjä Rex

Track Name: Por Enquanto Omisso
por enquanto omisso!!!
acordo na madruga
encaro o trem lotado
ganho uma miséria
esporro de patrão
trabalho o dia inteiro
como um filho da puta
polícia me dá dura
me trata como ladrão
um dia eu me revolto
ponho tudo a perder
minha dignidade
vocês não irão mais ver
ponho na cintura
enquadro o primeiro
que cruzar o meu caminho
pra sentir desse veneno
Track Name: Se Vira
pessoas que lutam pra sobreviver
como camelô nas ruas do rio
é esculachada pelo nosso prefeito
que os tratam como bandidos
agora quem trabalha
é marginal?
se no brasil não tem emprego
e te mandam se virar
não tem como trabalhar
como é que vai se virar?
roubar / matar / traficar!
Track Name: Você Sabe Como É
algumas regras são criadas
para serem respeitadas
assim que é / assim que tem que ser / assim que é
você segue pra sobreviver
é mané / vacila não
quem rouba na área / toma tiro na mão
é mané / sabe como é!
se persistir no erro / vai tomar tiro no pé!
o ditado é certo / você pode acreditar
favela é grande escola
mais nela não deve roubar!
Track Name: Nova Ordem Marginal
quem comanda aqui
agora não comanda mais
quem era inimigo
agora não é mais
o armamento usado
tá muito mais pesado
e voltou a ter baile funk na favela do sapo
o comando mudou
e quem é morador
e não curte essas paradas
por causa da guerra
não pode sair de casa
não se importa quem comanda
ou quem comandava
só quer viver em paz
e não se envolver com nada
o comando mudou
mas o medo continua
Track Name: Baile Funk de Favela
baile funk / de favela
baile funk
sábado ta chegando
vai ter baile também
com o funk rolando
o tráfico vende bem
viciado faz a festa
e a juventude se diverte
com o arrego pago
a polícia não se mete
Track Name: Cristão do Pó
antes / eles pediam proteção / no terreiro
e hoje / vão buscar
na bíblia sagrada!
chega a ser engraçado
você pode acreditar
jesus cristo é o senhor
nada pode me faltar
você ouvi isso de / quem tá indo traficar!
e o pastor / diz que ninguém vai / te pegar!
vai vendendo pó
com a proteção de deus
protegendo ele
e os comparsas seus!
Track Name: Break Vuador
queres dançar um break vuador?
meu chapa / não fique na área
pagando de vacilão
porque se te pegam
vão te tratar como alemão
ai te pegam / bem de jeito
e te dão / um belo pau
depois te levam / na pedreira
pra curtir / o visual
depois de / apanhar muito
e pedir por favor
o seu fim / será lindo
dançando aquele / break vuador
Track Name: Acordo de Malandro
mas você manda lá embaixo
aqui em cima quem
manda sou eu
eu não piso em seu terreno
nem você pisa no meu
esse morro é muito grande
vamos fazer um tratado
daqui pra baixo é seu
daqui pra cima é meu lado
e não me quebre esse acordo
senão, malandragem
vai virar presunto
a funerária do morro
tá me cobrando defunto
o seu campo tá muito minado
perigo espreitando
por todo lugar
malandro esperto que sou
não piso do lado de lá
porem, você fique sabendo
tá proibido pisar do meu lado
se subir / vem caminhando
ma se descer / só carregado!
cada um na sua área
cada macaco em seu galho
cada galo em seu terreiro
cada rei no seu baralho
duas fases positivas quando se
encontram só dá explosão
se você quebrar nosso tratado
vai / levar eco do meu
"três oitão"
Track Name: Na Contenção
tem menor bolado
e na contenção
fazendo a ronda
que situação
quero entrar em casa
fudeu então
se eu chegar na paz
tem erro não
sei que vão me respeitar
ainda bem!
mais se fosse a polícia?
sei não!
se fosse a polícia???
você acha engraçado!!!
mas eu não!!!
Track Name: Fuzil Na Mão
na favela de fuzil
estou pronto a lutar
não sei o real motivo
mais disposto a lutar
na fila querendo entrar
no meu lugar
so fico preocupado até quando
eu vou durar!
Track Name: Sem Futuro
ai mulecada / preste atenção
virar bandido / não é onda não
ganha dinheiro pra caralho
sem poder usufruir
que tipo de vida
que você quer construir?
lembra do escadinha?
puta que pariu!
tomou 3 tiros de fuzil
lá na av. brasil
ganhou dinheiro pra caralho
e sem poder gastar
é esse tipo de vida que você tá
indo trilhar?
Track Name: Senador Bagdá
você / conhece senador camará?
a primeira palavra que a mulecada
quando aprende, aprende é "matar"
um bairro do rio localizado
entre a morte e o medo
o que impera aqui
é a lei do tiroteio
senador bagdá
senador camará
só / se ouve falar de bagdá
aqui / também não é
bom de se morar
e só / tenho uma coisa a falar
que / o vento que venta lá
venta cá!
Track Name: Diversão Arriscada
o bicho tá pegando / eles
estão se preparando
já tem / muito tempo que a
guerra / ta rolando
mais é / final de semana
o que eu vou fazer?
arriscar minha vida pra
me divertir?
eu vou sair mesmo
não quero saber
só volto quando amanhecer
Track Name: Cú Na Mão
quando eu digo a você que
o rio ta sinistro, você:
- não existe nada mais
interessante pra falar?
te convido pra passar uma semana
onde eu moro pra sentir a situação
ai você / saberá como é
viver com o cu na mão
Track Name: Caverão
não gosto de cemitério
nem sou black metal
para continuar de pé
não atravesso o seu trajeto
não bato de frente
é a visão do inferno
por onde ele passa
se transforma num deserto
se ele aparecer na sua área
é porque o bagulho está frenético
chega pra acabar com a guerra
a qualquer preço
até os traficantes do rio
de janeiro tem medo do caverão.
Track Name: Os Tiras
cuidado com os tiras
com os tiras / carteira
pulseira / relógio / dinheiro
cuidado pra / não tirar a
sua vida
cuidado com / os tiras
Track Name: Esperto Que É Esperto Morre de Velho
saindo pra roubar
ou pra traficar
querendo tirar onda
essa marra de malandro
já tem hora pra acabar!
você não entendeu
ou não percebeu?
que coisa de otário!
por pura sorte ainda não morreu
por pura sorte!
tem certeza que é esperto?
pois não vai passar dos 20
porque esperto que é esperto
morre de velho!
pro inferno vacilão
em breve estarei no seu velório!
Track Name: Zé Povinho
língua solta mau caráter
sempre pronto a atrasar
sempre faz de tudo
pra poder encrencar
inventa mil mentiras
pra manchar o seu sucesso
sempre fica muito puto
quando a encrenca não dá certo
tá se perguntando o que fazer
com esse otário!
na minha área morre queimado!!!
Track Name: Mete O Pé
quem é é! quem não é
mete o pé!
falando que é foda
que é o bambambam
só pra se amostrar
vivendo de aparência
aonde vai chegar?
querendo se enturmar
Track Name: Bater No Peito
seja onde for / em qualquer lugar
vou bater no peito / e poder falar
que um filho de retirantes do
nordeste brasileiro / nascido e
criado / no rio de janeiro
não virou bandido / não virou ladrão
conseguiu contrariar
toda especulação / e a maioria
dos amigos meus / tiverem a
mesma / trajetória / que eu
mais outros não / souberam
aproveitar / os caminhos dignos
que a vida pode dar / então virou
bandido, então virou ladrão
que não virei bandido / e não virei
ladrão / consegui contrariar
toda a especulação